Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Moradores de Nova Iguaçu terão mais dificuldades para viajar de trem

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Como não se bastasse os transtornos diários enfrentados pelos moradores de Nova Iguaçu, que precisam usar o sistema ferroviário para se deslocar entre suas casas e seus destinos, a Supervia informou neste domingo (17), que terá que retirar de circulação 40 trens.

De acordo com a concessionária, os trens fabricados pela CRRC (consórcio chinês) e comprados pelo Estado do Rio de Janeiro e incluídos na operação entre 2014 e 2016, apresentaram problemas de projetos, em especial na caixa de tração (engrenagem que transmite energia do motor para eixo e rodas) e os responsáveis comunicados. A detecção dos problemas ocorreu em setembro de 2016. Desde então o fabricante iniciou o processo de análise técnica, identificando a necessidade de substituição do tipo de peça.

Ainda de acordo com a Supervia, desde novembro de 2018, um recall foi feito pela fabricante até que em junho de 2019, em vistorias, novas falhas foram identificadas e a CRRC, então, suspendeu o retrabalho malsucedido até que encontre uma nova medida para solução. Até lá os trens ficarão parados.

Portanto a partir desta segunda-feira (18) os 40 trens chineses serão retirados de circulação, obrigando a Supervia a fazer alterações nas programações das viagens. Confira abaixo o esquema especial que valerá a partir das primeiras horas desta segunda-feira:

· Aumento dos intervalos nos ramais Santa Cruz e Japeri (Este último atende o município de Nova Iguaçu)

· Aumento dos intervalos no trecho entre Gramacho e Saracuruna

· Algumas viagens do ramal Deodoro serão realizadas em trens de quatro carros

Por estar ainda em período de garantia, a manutenção das referidas caixas de tração é responsabilidade do Consórcio CRRC, de acordo com contrato firmado entre os chineses e o Estado.

Além de acionar o plano de contingência junto ao Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro (COR) e Concessionárias de transporte, a SuperVia está reforçando o efetivo de apoio nas estações e ramais impactados, assim como nos canais de atendimento aos passageiros.

Enquanto não houver uma solução os iguaçuanos poderão usar as linhas de ônibus intermunicipais para se deslocar entre o município e as localidades atendidas pela Supervia.

“A companhia e o governo estão atuando de forma contundente junto aos fornecedores para que o serviço retorne à normalidade o mais rápido possível. As caixas de tração são fornecidas ao Consórcio CRRC pela Voith, empresa alemã”, diz a empresa.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...
WhatsApp chat