Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Fenig inaugura Galeria de Artes com exposição fotográfica

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Nova Iguaçu ganhou mais um espaço cultural para exposições. Nesta segunda-feira (18), a Prefeitura, através da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (Fenig) inaugurou em sua sede, no Centro, a Galeria de Artes FENIG, que ganhou a exposição fotográfica ‘Ojú Olhos’, resgatando a vocação da Fundação nas artes visuais e no legado da cidade. Ela, que foi inspirada no I Salão de Artes Plásticas FENIG, na década de 1970, é lançada na semana em que é comemorado o dia da Consciência Negra (20/11).

Ao todo, dez fotos do fotógrafo Raimundo Cláudio Santa Rosa ficarão expostas até o dia 13 de dezembro. A entrada é gratuita. Através da captura de momentos simples do cotidiano em duas regiões continentais, África e Brasil, as fotografias convidam à construção de histórias que resgatam a essência dos povos afro-brasileiros.

“Essas fotos já foram expostas no Quênia, Paris e Marrocos quando participamos de alguns congressos sobre a questão da diáspora (imigração forçada). Agora chegou a vez de Nova Iguaçu, que é a cidade onde vivo e fui criado. Essas fotos mostram a vida nos quilombos, que não tinham energia elétrica, como o caso de dona Santinha, com 108 anos, que ainda não tinha uma geladeira. Estar aqui é emocionante”, comentou Raimundo, que desenvolveu o Programa de Normalização das Comunidades de Baixa Renda e implementou o Programa Light Recicla nos municípios do Estado.

Raimundo Santa Rosa expõe seus trabalhos pela primeira vez em Nova Iguaçu. Ele nasceu em Salvador (BA) há 57 anos e já recebeu algumas medalhas e prêmios importantes, como a Medalha Pedro Ernesto, maior honraria da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, a Medalha Tiradentes, da Alerj e o Prêmio Afrocolombianidade, concedido pelo governo da Colômbia, em 2018.

Durante a exposição, o fotógrafo convidou o público para escolher a fotografia favorita. A eleita foi ‘Crianças do Quilombo Sant’Ana, em Quatis’.

“A Fenig está retomando a vocação de investir nas artes visuais na cidade. A exposição é uma ponte entre o continente africano, brasileiro e de Nova Iguaçu. Estamos valorizando nossa cultura e no próximo ano, durante o aniversário da cidade, teremos mais uma exposição”, afirmou o diretor técnico da Fenig, André Porfiro.

Um dos visitantes da exposição que se encantou com as obras de Raimundo foi o artista plástico Roberto Monteiro, o Monteiro Sempre, de 59 anos. Ele elegeu como foto mais impactante a imagem onde mostra a pobreza de crianças da África.

“Gostei de todas as fotos. É um trabalho tocante. Gosto de pintar comunidades negras e o artista representou nas fotos esse trabalho. As fotos da África lembram algumas comunidades do Rio”, garantiu.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais