Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Hospital Geral de Nova Iguaçu é credenciado em mais quatro novos programas de residência médica

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Referência no atendimento de urgência e emergência na Baixada Fluminense, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) foi credenciado pelo Ministério da Educação (MEC), por intermédio da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), em quatro novos programas de especialização: Infectologia, Medicina de Emergência, Medicina Intensiva e Emergência Pediátrica. A aprovação aconteceu no início de janeiro, após a da visita do núcleo responsável pela residência médica no Estado do Rio de Janeiro, realizada em novembro do ano passado. Com isso, o HGNI chega a dez programas de residência médica disponíveis.

Foram liberadas duas vagas para cada um dos quatro novos programas de residência médica. As especialidades de Infectologia e Medicina de Emergência tem acesso direto para os médicos graduados. Já a Medicina Intensiva tem como pré-requisito a formação em Clínica Médica, Cirurgia Geral ou Anestesiologia, enquanto a Emergência Pediátrica pede formação prévia em Pediatria.

Com a aprovação dos programas junto ao MEC, o HGNI, que tem certificação de Hospital de Ensino, já solicitou as bolsas de remuneração ao Ministério da Saúde. A previsão é que os novos programas recebam os residentes em 2021. “Isso vai fortalecer a formação de bons médicos especialistas para atender uma região com mais de 3 milhões de habitantes. Faz com que o hospital estimule o aprendizado, que faça a atualização dos médicos estafes e aumenta ainda mais as condições de formação. Além do médico, quem também ganha com estes programas são os pacientes”, destaca o diretor geral do HGNI, Joé Sestello, que relembrou o uso da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE) para a formação. “Vamos conectar esses médicos com o mundo inteiro e auxiliar ainda mais em sua formação de especialista”.

De acordo com Eduardo Vaz, coordenador da Comissão de Residência Médica (Coreme) do HGNI, a chegada dos novos programas é importante para o hospital. “Representa que o hospital é qualificado para o ensino, e para o município também é importante, porque o HGNI está treinando em serviço médicos especialistas que vão atender a população com mais qualidade”, ressalta ele.

Além dos quatro novos programas de residência médica, o HGNI tem outros seis disponíveis: Clínica Médica, Cirurgia Geral, Anestesiologia, Ortopedia e Traumatologia, Pediatria, Obstetrícia e Ginecologia, sendo os dois últimos realizados em conjunto com a Maternidade Mariana Bulhões. Atualmente, 52 médicos residentes de primeiro, segundo e terceiro anos realizam sua especialização. A expectativa é que novos residentes cheguem à maior emergência da Baixada Fluminense no início de março, pois foi foi realizado, no último domingo (12), o concurso organizado pelo Núcleo Estadual de Residência Médica.

A lista de aprovados será divulgada entre os dias 10 e 13 de fevereiro. A bolsa é paga pelo Ministério da Saúde, não tendo custos para o hospital. A carga horária do residente é de 60 horas semanais.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...
WhatsApp chat