Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Nova Iguaçu está no Ranking do Saneamento entre as piores de todo o país

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Quatro municípios da Baixada estão entre os 20 piores do país na qualidade dos serviços de água e esgoto oferecidos à população, e Nova Iguaçu está entre elas. O levantamento foi feito durante 2019 pelo Instituto Trata Brasil, que mediu a qualidade dos serviços de água e esgoto entre as cem maiores cidades do país, levando em conta o número de habitantes. A cidade de Nova Iguaçu apresentou (82º) posição no ranking.

O Instituto Trata Brasil é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) formada por empresas com interesse nos avanços do saneamento básico e na proteção dos recursos hídricos do país. O pesquisador Pedro Scazufca explicou que o levantamento é realizado com base nas informações fornecidas pelas distribuidoras do Sistema Nacional de Informação Sobre Saneamento (SNIS).

Rua do Km 32, em Nova Iguaçu, onde as enchentes são constantes
Rua do Km 32, em Nova Iguaçu, onde as enchentes são constantes Foto: Reprodução

O prefeito de Nova Iguaçu, Rogerio Lisboa (PR), disse que a 82ª posição não condiz com a realidade, e que o percentual de esgoto tratado na cidade divulgado pelo Trata Brasil (0,15%) “também é incorreto, porque a Cedae é responsável por fornecer os dados”.

— A cidade não tem recursos para arcar com as obras de saneamento de toda a cidade. Isso só terá solução quando houver uma PPP (Parceria Público-Privada) do saneamento básico — disse o prefeito.

José Carlos Dantas Júnior, o Júnior Dantas, líder comunitário do Parque São Francisco, no Km 32, em Nova Iguaçu, diz que o ranking retrata a situação da comunidade:

— As ruas não têm manilhas para fazer o escoamento do esgoto. A cada chuva os moradores perdem tudo que têm em casa. A questão do saneamento básico é uma das nossas lutas mais antigas.

Projetos visam sanar o problema

A Secretaria estadual do Ambiente informou, em nota, que o esgotamento sanitário é de competência dos municípios. O Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios do Entorno da Baía de Guanabara (PSAM) tem como objetivo aumentar a cobertura de coleta e tratamento de esgoto em cidades do entorno da Baía de Guanabara.

Já em Nova Iguaçu, a prefeitura tem nove Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) em funcionamento e trata mais de 15% do esgoto doméstico. A administração prevê ainda que outras cinco sejam inauguradas ainda no primeiro semestre de 2020. Duas delas já estão em fase de testes e as outras três em construção. Com isso, o percentual de esgoto tratado passará a ser de 20%.

Fonte: Extra

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais