Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Prefeitura começa a fiscalizar o comércio de Nova Iguaçu

Os fiscais já começaram a atuar desde a semana passada nas ruas do Centro, principalmente no Calçadão, na Rua Ministro Edgar da Costa, onde os comerciantes colocam mercadorias nas calçadas. O outro foco é a noite iguaçuana. Os fiscais deram início à Operação Balada Legal, uma ação de ordenamento público e conscientização que tem o objetivo de, segundo a pasta, “garantir a harmonia entre comerciantes, clientes e moradores nas regiões de comércio noturno da cidade, com proibição de estacionamento irregular e combate ao uso indevido do espaço público”. O projeto foi iniciado na Rua Juiz Alberto Nader e será ampliado por toda a cidade.

— Nosso objetivo é chegar a um bom senso. Primeiro vamos orientar os comerciantes sobre o que pode e o que não pode. A repressão será somente depois — avisa o secretário.

Na Rua José Nader, comerciantes colocam latões e cadeiras na pista para demarcar lugares e colocar mesas durante a noite. Quem mora nas imediações tem medo de reclamar por temer represália. É o caso de uma moradora da região, que não quis se identificar:

— Não conseguimos passar na calçada. Os frequentadores ainda estacionam os carros em frente à nossa garagem.

Comerciantes usam galões para demarcar áreas onde ficarão mesas e cadeiras
Comerciantes usam galões para demarcar áreas onde ficarão mesas e cadeiras Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Ontem, o secretário e sua equipe fizeram uma vistoria no Calçadão. Logo na chegada, eles se depararam com uma loja de piscinas e boias. O comerciante colocou mochilas e material escolar na calçada para exposição. Os fiscais não multaram, mas pediram que ele retirasse os produtos.

O comerciante Juarez Gonçalves, de 60 anos, que trabalha há 40 no local, aprovou a iniciativa.

— Isso é uma boa iniciativa. Espero que os outros comerciantes entendam que é para nossa segurança e contribuam — disse Juarez.

Gavazzi assumiu a Secretaria de Segurança após a saída do coronel Roberto de Oliveira Penteado, que estava no cargo desde que o prefeito Rogerio Lisboa foi eleito, em 2017. No dia 30 de dezembro do ano passado, Penteado foi surpreendido com a sua demissão durante os festejos de fim de ano. O anúncio de desligamento foi feito pelo prefeito, via mensagem de WhatsApp.

Parceria por imagens

Entre os projetos de Igor Gavazzi na área da segurança está a reativação do Centro de Operações de Nova Iguaçu (Conig), em parceria com a Secretaria de Transportes, para a implantação do Programa Iguaçu + Segura. O centro de monitoramento está sem funcionar desde que a cidade foi castigada por uma chuva de granizo em 25 de outubro do ano passado. A central tem um total de 75 câmeras, mas 50 delas foram danificadas pelo granizo.

— Nossa prioridade é fazer o mapeamento da mancha criminal. A ideia é integrar as câmeras que existem em comércios e residências e estão voltadas para os logradouros. Essas câmeras passariam a ser monitoradas no Conig. O objetivo é chegar a 500 câmeras — disse o secretário.

Ainda de acordo com Igor Gavazzi, esse monitoramento vai facilitar as investigações de crimes na cidade:

— Cada voluntário que permitir que as imagens sejam captadas no Conig receberá uma placa Iguaçu+Segura. Isso vai ajudar a inibir as ações de bandidos nas áreas monitoradas.

Fonte: Extra

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais