Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Falso estupro para encobrir espancamento de homem em Nova Iguaçu

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Nesta quinta-feira (30), Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), prenderam um casal suspeito de forjar uma história para tentar despistar a agressão em um homem, que encontra-se internado no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), por conta das pauladas que recebeu. Sua situação é grave. Até o fechamento desta edição ele ainda não havia sido identificado.

A fatalidade ocorreu  na rua Coronel Bernardino de Melo, no bairro da Luz, horas antes da prisão em flagrante dos agressores. A delegada Mônica Areal, informou que dois inventaram que a mulher tinha sido estuprada pelo homem agredido, ele teria sido espancando por isso.

“Mas não foi isso que aconteceu. Desconfiamos da história e durante a investigação, descobrimos que, na verdade, a vítima foi espancada apenas pelo rapaz de 25 anos, a pauladas, e que a história foi inventada para eles não serem culpados pelo crime cometido por motivo fútil”, conta a delegada.

No depoimento, após serem descobertos, o casal deu versões diferentes para o ataque de raiva. Uma delas é que o homem espancado estaria olhando para o casal que encontrava-se dentro de casa.

A falsa denúncia foi descoberta depois que os policiais foram para o HGNI investigar o caso. eles desconfiaram da história.

“A esposa alegou na delegacia que havia sido estuprada por um homem desconhecido. Ela disse que o suposto estuprador entrou na casa deles, uma construção abandonada, depois que o marido saiu para comprar cigarro. Quando o marido retornou, o homem teria saído correndo, sendo linchado no meio da rua por populares”, disse delegada.

Os policiais conseguiram um vídeo, onde apenas o marido aparece agredindo o homem. Os moradores da localidade admitiram a história de que somente ele quem espancou a vítima, assim desmentiram a denúncia dada inicialmente. Um outro vídeo mostra a mulher levando uma faca para o marido durante o espancamento.

“Quando foram presos, eles estavam se preparando para fugir. Já tinham arrumado suas coisas, com a desculpa de que estavam jurados de morte pelo que aconteceu na rua. Eles iriam para São Paulo. A família dele é de lá”, a delegada detalhou.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...
WhatsApp chat