Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

HGNI disponibiliza número de telefone para agendamento de doações de sangue

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

A doação de sangue no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) caiu quase 60% nas últimas semanas devido às medidas adotadas em todo país para evitar a propagação do coronavírus (COVID-19). Para aumentar o estoque, o hospital pede para que as pessoas agendem sua doação através do número (21) 97663-9352, entre segunda e sexta-feira, das 7h30 às 12h30, evitando aglomerações. O banco de sangue vai receber quatro doadores por hora, com a expectativa de coletar pelo menos 20 bolsas por dia. Por este motivo, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) pede para que a população marque hora para doar sangue e, com este gesto altruísta, ajude a salvar vidas.

“Estamos tomando as ações necessárias para conter o avanço do coronavírus em Nova Iguaçu, capacitando profissionais da saúde, orientando as equipes e a população. Mas é importante lembrar que o HGNI enfrenta a superlotação diariamente e continua recebendo casos cirúrgicos graves de toda a Baixada Fluminense que necessitam de reserva de sangue. Por isso, pedimos o apoio dos doadores de sangue para que ele liguem, agendem um horário e compareçam para ajudar a salvar vidas”, afirma o secretário municipal de Saúde de Nova Iguaçu, Manoel Barreto.

Além de disponibilizar o agendamento, o Hemonúcleo do HGNI tomou outros cuidados necessários para garantir que a coleta de sangue seja realizada de forma segura. Os profissionais da saúde orientam os doadores a higienizar as mãos ao chegar, antes e após a doação. Além disso, as salas de triagem, de coleta, copa e recepção são, como sempre foram, higienizadas regularmente durante o dia.

Apesar da suspensão das cirurgias eletivas até dia 30 de março, a rotina de procedimentos de urgência e emergência no HGNI segue normalmente. Por dia, são realizadas entre 15 e 20 cirurgias em pacientes que precisam ser operados para receberem alta, sendo parte em idosos, que fazem parte do grupo de risco do Covid-19. “Precisamos das doações para cirurgias, principalmente em pacientes idosos que estão internados, e nos preparar para casos de emergência, priorizando a alta médica e a liberação de leitos, fator fundamental para o bom funcionamento de um hospital que vive superlotado”, reforça o diretor médico do HGNI, Lino Sieiro.

Com a disseminação do coronavírus, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e o Ministério da Saúde definiram novos critérios para a doação nos bancos de sangue como ação preventiva em todo país. Pessoas que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com casos confirmados ou suspeitos de contraírem o Covid-19, e apresentam sintomas da doença, estão impedidos de doar por até 90 dias após a recuperação total do quadro clínico. Também é contraindicada a doação de quem se vacinou contra o sarampo nos últimos 30 dias.

Para doar a pessoa precisa estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos e pesar mais de 50 quilos. Não é preciso estar em jejum, mas quem ingeriu alimentos gordurosos nas últimas quatro horas ou bebidas alcoólicas no dia anterior. Mulheres que estejam amamentando só podem doar após seis meses, e quem fez tatuagem deve esperar 1 ano. Menores de 16 e 17 anos, é necessária a autorização dos pais ou responsáveis. O modelo da declaração está disponível no site do Hemorio (http://www.hemorio.rj.gov.br/html/pdf/menor_idade.pdf).

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais