Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Nova Iguaçu registra duas mortes e 19 casos confirmados de coronavírus

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O coronavírus avança em Nova Iguaçu e registra 19 casos confirmados e dois óbitos. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde neste sábado (04).

Os óbitos, um homem de 23 anos e uma mulher de 55 anos, foram confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde e foram os primeiros casos de óbito no município. O prefeito Rogério Lisboa fez uma live onde confirmou as duas mortes e fez um apelo para que a população respeite a vida e fiquem em casa. As identidades dos pacientes ainda não foram divulgadas.

Apesar de ter sido divulgada neste sábado, a mulher de 55 anos morreu no último dia 26 de março, porém, o caso ainda estava em investigação e o resultado só foi confirmado neste sábado. Já o rapaz morreu na sexta-feira, dia 03.

O Hospital Geral de Nova Iguaçu concentra doze vítimas do total diagnosticada em toda a cidade com a covid-19.

Casos em pessoas mais jovens

O jovem de 23 anos é a vítima mais nova a morrer em todo o estado do Rio de Janeiro em decorrência da Covid-19. Assim como a outra vítima ele tinha doença pre-existente. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, Nova Iguaçu registra sete casos entre pessoas fora da faixa etária considerada de risco. Um caso está na faixa etária de 10 a 19 anos e seis casos na faixa etária 20 a 29 anos. Um paciente está na faixa etária 30 a 39 anos, quatro têm entre 40 e 49 anos e sete estão na faixa dos 50 a 59 anos.

Casos divididos entre os bairros

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, os bairros que mais concentram o número de casos são o Centro e o Santa Eugênia, com 3; seguido pelos bairros Figueira e Santa Rita com dois casos. Já Ambaí, Cacuia, Califórnia, Caonze, Jardim Alvorada, Palmares, Nova América e Três Corações registraram um caso cada. Há um paciente que mora no bairro Grajaú, no Rio de Janeiro, mas está internado em Nova Iguaçu e conta para a estatística deste município.

Situação se agrava

O Ministério da Saúde reforçou que quatro estados e o Distrito Federal podem estar em transição de fase epidêmica do novo coronavírus, passando de transmissão localizada para aceleração descontrolada da pandemia. De acordo com os dados da pasta, a situação é preocupante no Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, do Distrito Federal e Amazonas.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo Reis, ressaltou que estes estados concentram um número maior de pessoas que viajaram para o exterior. Segundo ele, a situação estaria muito mais grave se estes estados não tivessem adotado o isolamento social. Gabbardo afirmou ainda que os pacientes que testaram negativo para o novo coronavírus podem mesmo assim estar com a doença porque alguns exames podem dar um falso negativo.

— Dar negativo não significa que a pessoa não está com o vírus. Em alguns casos, o teste foi feito muito cedo ou no momento inadequado. Daqui para frente, todos os dias os números de casos vão bater o recorde do dia anterior, especialmente em alguns estados. E provavelmente, todos os dias o número de óbitos vai bater o recorde do dia anterior. Isso é esperado que aconteça — ressaltou Gabbardo.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais