Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

BNDES libera recursos para 300 leitos em hospitais públicos do país

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (14) a aprovação do primeiro financiamento do Programa de Apoio Emergencial ao Combate da Pandemia do Coronavírus. A empresa RTS, especializada na venda, locação e assistência técnica de produtos médico-hospitalares, receberá uma linha de crédito de R$ 50 milhões.

Segundo o banco, os recursos serão usados na implantação de mais 300 leitos de UTI em hospitais públicos do país, dos quais 200 serão entregues imediatamente ao Ministério da Saúde e o restante para secretarias estaduais de Saúde, de acordo com informação do BNDES.

Lançado no dia 29 de março, o programa vai destinar R$ 2 bilhões em financiamentos a empresas do setor de saúde. O BNDES informou que 18 empresas demonstraram interesse em obter financiamento por meio dessa linha de crédito emergencial, das quais 12 já estão habilitadas. Os contratos, porém, ainda não foram firmados.

O banco calcula que o valor total do projeto permitirá a implantação de três mil novos leitos de UTI, quinze mil respiradores pulmonares e 88 milhões de máscaras, entre outros materiais e equipamentos, para incorporação ao sistema de saúde nacional.

Valor mínimo

É concedido crédito emergencial com valor mínimo de R$ 10 milhões, visando o aumento da oferta de leitos de UTI, bem como de equipamentos, materiais, insumos, peças, componentes e produtos para saúde, para atendimento das necessidades de assistência às vítimas, diretas e indiretas, da pandemia da covid-19.

Sediada no Rio de Janeiro e com filiais em Porto Alegre, São Paulo, Natal, Curitiba e no estado do Ceará, a RTS gerencia mais de mil leitos em cerca de 100 hospitais, públicos e privados, no Brasil. No dia 16 de março, a empresa assinou contrato com o Ministério da Saúde, para locação e gestão integrada de, no mínimo, 20 módulos de UTI adulta ou pediátrica de alta complexidade, com dez leitos cada, para ampliar hospitais federais de grande porte em capitais brasileiras, o que resultará em 200 novos leitos.

Santa Casa da Bahia

Em outro programa, o BNDES Saúde – Gestão, foi aprovado financiamento de R$ 100 milhões para melhorias operacionais e reestruturação financeira da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, em Salvador. O programa apoia a melhoria de gestão, governança, eficiência e qualidade da assistência à saúde das santas casas no país. A participação do banco alcança 97,3% do investimento total do projeto, da ordem de R$ 102,3 milhões, com prazo total da operação de 12 anos.

Referência para o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) a casos de coronavírus, o Hospital Santa Izabel, gerido pela Santa Casa de Misericórdia da Bahia, realiza mais de 637,6 mil atendimentos e 15,9 mil cirurgias por ano e disponibilizou agora 31 leitos para pacientes com coronavírus, sendo 14 de UTI. Segundo informou o BNDES, a principal atividade da Santa Casa é a administração do Hospital Santa Izabel, no bairro de Nazaré, que envolve 39 especialidades médicas, entre as quais cardiologia, oncologia, neurologia, ortopedia e pediatria. São 477 leitos (84 em UTIs) e 13 salas de cirurgia.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais