Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Em reunião do G20, ministro da Saúde reconhece papel da OMS

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Empossado na última sexta-feira (17), o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, participou hoje (19) de sua primeira agenda internacional, uma reunião de ministros da Saúde do G20. Em sua fala, ele destacou o papel da Organização Mundial da Saúde (OMS) na luta contra a pandemia do novo coronavírus e defendeu que os países do bloco busquem uma cobertura de saúde universal e de qualidade.

Discursando em inglês, Teich enfatizou “a necessidade de uma abordagem integrada com outras organizações”, mas afirmou que “o Brasil reconhece o papel da OMS”. O ministro assegurou que o país está comprometido no trabalho em conjunto com os organismos internacionais.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, participa de videoconferência com ministros dos países do G20 – Ministério da Saúde

Teich também destacou que a pandemia deve provocar mudanças permanentes nos sistemas de saúde em todo mundo e defendeu que os países do G20 “devem se comprometer integralmente em alcançar a cobertura de saúde universal”, almejando a eficiência e um serviço “focado na necessidade da população”.

O ministro da Saúde criticou as chamadas fake news e afirmou que a disseminação de informações falsas é um problema no combate à pandemia. Ele ressaltou ainda a atuação do governo na ajuda a estados e municípios, destacando que US$ 2 bilhões em recursos federais foram empregados na distribuição de materiais e equipamentos hospitalares. 

Além dos ministros da Saúde do G20, bloco formado pelas 20 maiores economias do mundo, o presidente da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesu, também participou da reunião.

O encontro segue na parte da tarde. A previsão é que, após o encerramento, seja divulgada uma resolução conjunta sobre o combate à pandemia do novo coronavírus.

A OMS tem sido alvo de críticas sobretudo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que, na terça-feira (14), anunciou a suspensão da verba destinada à organização.

Redes sociais

Mais cedo, em conta recém-criada no Twitter, o ministro anunciou o envio de 25 respiradores a “estados mais necessitados” – Ceará, Amazonas e Pernambuco.

Ele destacou que os equipamentos foram produzidos no Brasil e que o governo federal está mobilizado para apoiar estados e municípios no enfrentamento da pandemia de covid-19.

 

 

*Matéria ampliada às 14h41 e às 14h50

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais