Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Gratuitamente, médicos de Nova Iguaçu tiram dúvidas sobre o Coronavírus pelo celular

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Com o número de casos de Covid-19 aumentando a cada dia e a proximidade do inverno, sintomas como tosse e coriza, comuns em gripes e resfriados, acabam ligando o alerta e gerando dúvidas. Quando ir à emergência? Qual remédio tomar? Como saber se está infectado? Para responder essas e outras perguntas, cerca de 200 médicos que trabalham em Nova Iguaçu, se reuniram no projeto “Pré-consulta a distância – Covid-19”. Através dos seus próprios celulares, eles tiram dúvidas, de graça, por ligação telefônica ou via WhatsApp.

Foi no projeto que Heitor Muniz, de 25 anos, recebeu orientação quando teve febre, dores de garganta e no corpo, e tosse seca. O ator, que mora com pai e avó idosos, soube da iniciativa e ligou para um dos médicos disponíveis:

— Eram sintomas parecidos com os de uma gripe. Fiquei na dúvida se deveria ir a um hospital. Entrei em contato e o médico me passou uma série de recomendações, pediu para eu ficar isolado por 15 dias e, em caso de piora ou falta de ar, que eu podia ligar para ele de novo. Isso me tranquilizou bastante.

Quem atendeu Heitor foi o médico Erick César Mercês. Hipertenso e pré-diabético, o proctologista faz parte do grupo de risco da doença. Por isso, passou a atender em seu consultório apenas os casos de urgência. As consultas, que eram diárias, agora são realizadas apenas três vezes por semana, em meio turno. Os exames de colonoscopia e as cirurgias, inclusive em pacientes oncológicos, foram adiadas. Mesmo no consultório, Mercês utiliza todos os EPIs recomendados.

— Em 32 anos exercendo a profissão, nunca vivenciei nada parecido no país, com profissionais de saúde usando tantos equipamentos de proteção. Venho para o consultório com o meu kit corona — afirmou o médico, enquanto mostrava protetor facial, álcool gel, luvas e outros EPIs.

Mulheres, principalmente as mães, são as que mais procuram o cirurgião pediátrico Christian Campos Ferreira. Dúvidas sobre sintomas e medicações têm sido o maior motivo das ligações:

— O que me chama a atenção é a quantidade de perguntas sobre as medicações que poderiam ser ingeridas como preventivas à doença. Isso é preocupante e muitas delas causam efeitos colaterais, algumas até com gravidade. Então, a regra é não tomar nenhuma medicação que não seja prescrita pelo médico, até porque não existe remédio que evite a contaminação.

Os médicos do projeto, que são da Unimed Nova Iguaçu, possuem um card com seus contatos, que são compartilhados em suas redes. Para ter mais informações sobre como receber a orientação gratuita, basta acessar o link http://www.unimed.coop.br/web/novaiguacu. Lá você encontrará o nome e o contato de cada dos médicos.

Outras alternativas gratuitas

Algumas prefeituras da Baixada também disponibilizaram canais para orientar a população sobre a Covid-19. Em Queimados, se tiver algum sintoma, o morador pode entrar em contato com a Secretaria municipal de Saúde pelo 3698-8093, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Em Magé, a prefeitura criou o Disque Saúde (2633-7672) para orientar a população e tirar dúvidas sobre sintomas e dar mais informações. O primeiro atendimento acontece das 9h às 17h.

O município de São João de Meriti conta com um canal gratuito (0800 123 0010). Além de tirar dúvidas da população sobre os sintomas da doença, o morador se informa sobre restrições de circulação e comércio, além de outros assuntos ligados ao coronavírus. Denúncias de aglomerações também podem ser feitas no mesmo número, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Ao lado, os médicos respondem a algumas das principais dúvidas já recebidas pelos projeto “Pré-consulta a distância – Covid-19”, em Nova Iguaçu.

Principais dúvidas

Existe medicação que previna contra Covid?

Não existe. Inclusive algumas podem agravar ou trazer outros prejuízos à saúde. O importante é ter uma alimentação saudável e manter uma boa imunidade. Vale salientar que ainda não há vacina para a Covid-19.

A máscara evita que eu pegue o coronavírus?

A máscara serve como uma barreira, diminuindo a possibilidade de contato do vírus com o nariz e boca, além de evitar a propagação do vírus. Lembrando que elas só são eficazes se combinadas com as práticas de higiene e limpeza.

Quanto tempo o vírus sobrevive em superfícies?

Não se sabe ao certo quanto tempo ele sobrevive em superfícies, mas existem vários estudos sobre o tema ainda não conclusivos.

Limpar a casa com água sanitária mata o vírus?

O uso de um produto de limpeza é suficiente. O recomendável para eliminar bactérias é usar água sanitária diluída em água (a proporção é uma medida de água sanitária para nove medidas de água).

Como deve ser a quarentena em casa para quem tem sintomas?

Deve ser um período de isolamento domiciliar, evitando contato também com os outros moradores da casa, principalmente se forem idosos ou pessoas com doenças crônicas. Usar máscara, não compartilhar objetos, lavar frequentemente as mãos com água e sabão, e o nariz com soro fisiológico. É importantíssimo não transitar entre os cômodos, se possível.

Fonte: Extra
Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais