Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Professores da UFRRJ, em Nova Iguaçu, criam sistema para diagnosticar o coronavírus

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Pesquisadores desenvolveram um sistema que pode ser um forte aliado para detectar o novo coronavírus. Os professores Leandro Alvim e Filipe Braida, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), do campus Nova Iguaçu, desenvolveram a ferramenta XRayCovid-19, que utiliza Inteligência Artificial para auxiliar o sistema de saúde no diagnóstico da doença.

A ideia de desenvolver o sistema partiu da dificuldade de Leandro de ter acesso a dados estatísticos para realizar um estudo sobre a Covid-19.

— Além da subnotificação, tem a demora no resultado dos exames e a pouca quantidade de testes. Decidi, então, analisar imagens de radiografias de tórax de pacientes italianos que foram divulgadas recentemente em um conjunto de dados públicos e fazer um sistema integrado com banco de dados — explica Leandro, pesquisador do programa de pós-graduação Humanidades Digitais, do Departamento de Ciência da Computação do Instituto Multidisciplinar da UFRRJ.

O XRayCovid-19 é um sistema que funciona no computador e no celular e diagnostica a Covid-19 por meio da imagem de uma radiografia. Basta entrar no link e carregar a imagem do exame para obter o resultado, que sai em menos de um segundo. Desenvolvido há duas semanas, o sistema já está sendo aperfeiçoado com análise de radiografias de pacientes brasileiros, mantendo o sigilo e sem divulgar ao público.

— O sistema acessa um modelo de inteligência artificial, que é responsável por dar um diagnóstico automático da imagem: se é de uma pneumonia comum, de Covid ou de uma pessoa saudável. É um sistema que qualquer um pode usar em qualquer lugar, e com uma resposta rápida do diagnóstico. É capaz de atender múltiplos pacientes por segundo — afirma Leandro.
Além de Leandro e Felipe, passaram a integrar os trabalhos no aplicativo o médico Erito Marques de Souza Filho, professor do Departamento de Tecnologias e Linguagens (DTL) do Instituto Multidisciplinar (IM) da Rural, e o advogado Rodrigo de Souza Tavares, que também é professor na instituição. O objetivo dos pesquisadores é promover parceria com universidades e centros de pesquisa.
— A grande vantagem desse sistema é trabalhar com o raio-x, que tem um baixo custo. Além disso, ele pode ajudar na triagem numa unidade de saúde e tem vantagem ao ser usado na telemedicina. O paciente pode mandar a radiografia para o médico.

Em duas semanas, o sistema já recebeu mais de 300 envios de radiografias. Futuramente, afirma Leandro, o XRayCovid-19 vai ter estatísticas de dados do que está acontecendo, em tempo real.

— Isso poderá ajudar na gestão de saúde pública.

O sistema pode ser acessado no link: http://tools.atislabs.com.br/covid.

Fonte: Extra

 

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais