Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Rio adotará medidas mais rígidas se contágio aumentar

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse hoje(30) que poderá adotar medidas mais rígidas de afastamento social, se a curva de contágio da covid-19 continuar em crescimento. Ele avisou ainda que, caso a população não colabore usando as máscaras obrigatórias ao sair às ruas, poderá editar novo decreto que levará a um isolamento mais rígido.

“Se as pessoas não usarem máscaras, se as curvas continuarem subindo, nós vamos endurecer ainda mais. Para baixar as curvas de internação e UTI, precisamos manter as medidas de afastamento social e o uso de máscaras para quem precisar sair de casa. Para reduzir a curva de óbitos, precisamos ter mais leitos de UTI. Nós aumentaremos o número de leitos a partir desses 300 respiradores que chegam semana que vem“, explicou o prefeito.

Medidas mais duras

Crivella disse que a situação é grave e todos devem atentar para o aumento do número de mortos. “Nós estávamos com uma curva de óbitos pendendo, há alguns dias, para entre de 8 a 9 pessoas. Semana passada, isso subiu para 14, 15 pessoas. Sobretudo as pessoas com comorbidades. Se nós formos olhar os mais de 300 óbitos que tivemos, a grande maioria deles, tal como em Nova York, foi de pessoas com comorbidades. Por isso, insistimos e repetimos encarecidamente que as pessoas permaneçam nas suas residências “, avaliou o prefeito.

Alerta à população

O Centro de Operações Rio (COR) começou hoje a alertar a população sobre o risco de contaminação pelo novo coronavírus na própria vizinhança. A mensagem informa que “há casos confirmados da covid-19 perto da sua residência”.

O aviso é enviado por mensagens de texto no aplicativo COR.RIO e no celular, via Twitter e SMS. O objetivo é que o carioca entenda que o vírus circula por toda a cidade e está mais perto do que imagina, e que o isolamento social é a melhor forma de evitar o contágio.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, já foram registrados casos em 153 dos 162 bairros da cidade do Rio. Até o momento, o município do Rio de Janeiro contabiliza 5.903 casos confirmados e 535 óbitos. Os bairros com maior número de casos da doença são: Barra da Tijuca (247), Copacabana (231) e Tijuca (171).

 

 

 

 

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais