Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Nova Iguaçu inicia abertura gradual do comércio em todos os bairros

A Prefeitura de Nova Iguaçu autorizou, a partir desta segunda-feira (8), a reabertura de estabelecimentos comerciais em todos os bairros da cidade. Para isso, um plano de retomada gradual, utilizado como teste no comércio no Calçadão desde a última quinta-feira (4) será aplicado. Estão permitidos o retorno das atividades de prestadores de serviços, profissionais liberais, concessionarias, escritórios de contabilidade e advocacia, imobiliárias e lojas de artigos de escritórios, papelarias, presentes, telefonia, celulares e acessórios, joias, semijoias, perfumarias, bijuterias, equipamento fotográficos, fotografias e copiadoras e lojas de departamentos, magazine e bazar.

O plano de retomada do comércio em Nova Iguaçu acontecerá em três fases, cada uma com duração de duas semanas, sendo a primeira iniciada nesta segunda-feira (8). Na segunda etapa, será permitido o funcionamento de salão de beleza, galerias e lojas de calçados, bolsas e acessórios e eletrodomésticos, eletrônicos e autorizadas. Já na terceira fase será liberada a reabertura de estabelecimentos de venda de vestuário, academias, shoppings, centros comerciais e congêneres. As medidas relacionadas à̀ restaurantes e bares serão reavaliadas.

Os estabelecimentos precisarão cumprir uma série de determinações para funcionarem, como:

– Utilização obrigatória de máscara descartável ou de tecido por funcionários e clientes;
– Testar os funcionários de forma a garantir integridade dos trabalhadores e clientes;
– Deverão adotar regimes de escala;
– Proibida a circulação de crianças (0 a 12 anos) nos estabelecimentos comerciais;
– Distanciamento mínimo obrigatório de 2 metros, mesmo com uso de máscara;
– Fixação de cartaz com limite máximo de ocupação permitido na entrada do espaço e em locais estratégicos, de fácil visualização, além de controle e monitoramento da entrada de pessoas;
– Organização de filas nas entradas, devendo ser demarcadas no piso por fita amarela com distanciamento de 2 metros;
– Criar horário de atendimento exclusivo para o grupo de risco e priorizar seu atendimento;
– Fornecimento de equipamento de proteção individual para seus funcionários;
– Higienizar as superfícies de toque, no mínimo a cada duas horas, com álcool 70% e/ou preparações antissépticas ou sanificantes similares;
– Exigir que clientes e usuários higienizem as mãos com álcool 70% ao acessarem e ao saírem do estabelecimento;

As medidas de acesso ao Calçadão continuam sendo feitas em cinco pontos: Avenida Governador Portela x Rua Cel. Francisco Soares; Avenida Nilo Peçanha x Avenida Mal. Floriano Peixoto; Avenida Nilo Peçanha x Via Light; Avenida Gov. Amaral Peixoto x Rua Dr. Barros Junior; e Rua Dr. Luiz Guimarães. A expectativa é que até quarta-feira (10), outros dois pontos de acesso, localizados na Rua Otávio Tarquino, sejam montados. As pessoas que forem a um dos maiores centros comerciais do Estado vão passar por quatro verificações: destino, triagem, com aferição da temperatura, higienização das mãos com álcool em gel 70% disponibilizados em totens ou lavatórios, e controle de fluxo, monitorado pelas câmeras da Prefeitura instaladas nos principais pontos do local pelo ônibus Programa Iguaçu Mais Seguro, estacionado na Praça Rui Barbosa. Neste momento, a circulação máxima de pessoas simultaneamente na região segue de 5.328 pedestres.

Sistema de bandeiras

O avanço nas etapas de retomada do comércio está associado à evolução dos casos da Covid-19 no município e ocupação de leitos no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI). Para isso, a Prefeitura criou um sistema de bandeiras, dividida nas cores amarela, verde, vermelha e cinza.

Verde: Se houver queda no número de casos da doença e a ocupação dos leitos for inferior a 70%. Neste caso, pode acontecer a liberação de todas as atividades seguindo normas da Secretaria Estadual de Saúde;

Amarela (bandeira atual): Quando o aumento no número de novos casos for inferior a 10%, quando a ocupação dos leitos for inferior a 80% e quando o aumento da taxa de mortalidade ficar entre 10% e 20% em relação aos últimos sete dias;

Vermelha: Quando o aumento no número de novos casos ficar entre 10% e 30%, quando a ocupação de leitos estiver entre 80% e 90% ou quando o aumento da taxa de mortalidade nos últimos sete dias ficar entre 21% e 30%. Neste caso, o comércio voltará a ser fechado, sendo permitidos apenas os serviços essenciais;

Cinza: Quando o aumento no número de novos casos ficar acima de 30%, quando o crescimento do número de óbitos for acima de 30% ou quando a ocupação de leitos estiver entre 90% e 100%. Neste caso, será criada uma barreira sanitária em todo o perímetro urbano e apenas os serviços essenciais vão funcionar.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais