Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Ex-deputado Alfredo Sirkis morre em acidente de carro em Nova Iguaçu

O ex-deputado federal Alfredo Sirkis, morreu por volta das 13h50 desta sexta-feira (10), em acidente de carro, no Arco Metropolitano, em Nova Iguaçu. Ele estava sozinho no veículo, e seguia em direção à Via Dutra. Na altura do km 74, o carro saiu da pista, bateu em um poste e capotou. Ele morreu no local. Sirkis estava a caminho de um sítio em Morro Azul, em Paulo de Frontin, para se encontrar com a mãe, Liliana, de 96 anos, e o filho Guilherme.

Segundo amigos, ele se programou para ir ao sítio neste fim de semana e saiu de casa por volta do meio-dia, horário em que gostava de viajar. Sirkis também deixa uma filha, que mora nos EUA. Atualmente estava casado com a escritora e empresária Ana Borelli, com quem não tinha filhos.

Biografia

Foi vereador em quatro mandatos, secretário municipal de urbanismo e presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP), entre 2001 e 2006 e secretário municipal de meio ambiente, entre 1993 e 1996, na cidade do Rio de Janeiro.

Sirkis foi autor de vários livros, o mais conhecido é Os Carbonários (1980), que ganhou Prêmio Jabuti de 1980.

Nos anos 70, auge da ditadura militar no Brasil, passou oito anos e meio no exílio na França, Chile, Argentina e Portugal.

Na imprensa brasileira trabalhou como repórter das revistas Veja (1982) e Istoé (1983) e colaborou com os semanários Pasquim, Playboy, Jornal de Domingo e Shalom.

Ainda não há informações sobre a data e local de sepultamento de Alfredo Sirkis. O prefeito Marcelo Crivella divulgou nota de pesar. “Alfredo Sirkis era um militante apaixonado por todas as causas que abraçava. Como secretário de Urbanismo e de Meio Ambiente da nossa cidade, sempre trabalhou por um Rio mais humano e solidário. Sua luta mais recente era contra as mudanças climáticas que tanto ameaçam nosso planeta. Tinha ainda muito a contribuir com sua experiência e dedicação. Neste momento de grande dor, peço a Deus que conforte sua família, amigos e admiradores”, disse.

Alfredo Sirkis integra aquela linhagem de políticos sempre em busca de novos caminhos para o Brasil. Ele foi vital na criação do Partido Verde, em janeiro de 1986. Sirkis foi um dos que ajudaram a quebrar o preconceito, até desconfiança de muitos, quanto à temática ambientalista colocada em discussão. O pensamento corrente era que ter um partido em que priorizasse a bandeira “verde” seria muito bom na Alemanha, e não no Brasil.

Fonte: O Dia
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais