Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Profissionais da Educação de Nova Iguaçu terão curso de primeiros socorros

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Enquanto as aulas não são retomadas em Nova Iguaçu, devido à pandemia da Covid-19, professores e funcionários das redes pública e privada serão capacitados pela Prefeitura para o atendimento de primeiros socorros. A Escola de Governo (EG) irá oferecer uma capacitação on-line que tem como objetivo cumprir a Lei Federal 13.722/18 – Lei Lucas, que obriga as escolas, de educação infantil e básica, a se prepararem para este tipo de atendimento.

O curso será ministrado graças a uma parceria da EG com as secretarias municipais de Defesa Civil (SMDC), de Assuntos Estratégicos, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMACTI), de Educação (SEMED) e a Cruz Vermelha. A expectativa é que a primeira turma tenha início já no mês de agosto.

Sete módulos irão compor o curso, sendo seis deles teóricos e integralmente on-line, por meio da plataforma EAD, com o auxílio da SEMACTI. Para isso, a Defesa Civil e a Cruz Vermelha de Nova Iguaçu irão produzir todo o conteúdo, como slides e vídeos, para disponibilizar aos alunos. Somente o último módulo, com aulas práticas, será presencial. No entanto, por conta da pandemia e a necessidade do distanciamento social, só acontecerá quando a disseminação do novo coronavírus estiver controlada na cidade. Os profissionais que trabalham nas escolas municipais serão indicados pela SEMED.

Entenda a Lei Lucas

A Lei Federal 13.722/18 ganhou o nome ‘Lei Lucas’ em homenagem a Lucas Begalli Zamora de Souza, um menino de 10 anos que morreu engasgado com uma salsicha durante uma excursão escolar na cidade de Campinas, em São Paulo, em setembro de 2017. A criança foi levada para o hospital inconsciente, mas não resistiu após sofrer sete paradas cardíacas e 50 minutos de tentativas de reanimação.

As professoras que acompanhavam os alunos não sabiam como agir e não conseguiram salvar a vida do garoto. A dor da tragédia levou a família de Lucas a lutar para proteger outras crianças desse risco. O esforço resultou na aprovação da lei no Congresso Nacional, estabelecida em outubro de 2018.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais