Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Leão XIII e Detran-RJ firmam parceria para atendimento a pessoas em situação de rua

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Leão XIII e Detran-RJ firmam parceria para atendimento a pessoas em situação de rua

16 de novembro

 

A Fundação Leão XIII e o Detran.RJ vão dar mais um importante passo na assistência aos mais vulneráveis. A partir desta segunda, 16/11, passa a funcionar na sede administrativa da Leão XIII o Posto de Identificação Civil das Pessoas em Situação de Rua, que terá emissão gratuita de segunda via da carteira de identidade e outros documentos, além de oferecer acolhimento por meio de educadores e assistentes sociais. A nova sala vai funcionar de segunda a sexta, das 9h às 17h, na Rua Senador Dantas 76, 8° andar, no Centro.

 

Para a realização dos atendimentos, servidores da Fundação Leão XIII foram treinados por técnicos do Detran.RJ. Os educadores e assistentes sociais que vão atuar no apoio de quem buscar a unidade integram o Projeto de Atenção Socioassistencial às Pessoas em Situação de Rua, lançado há um ano e realizado em parceria com o UERJ.

 

– Nossa atuação de assistência a quem mais precisa de ajuda tem feito progressos. Temos um projeto em curso que já atendeu mais de 14 mil pessoas em situação de rua com emissão gratuita de documentos, sobretudo, carteira de identidade e certidão de nascimento. E estamos inseridos ainda em outras frentes, como a Marcha pela Cidadania e Ordem e o RJ Alimenta – destaca Andrea Baptista, presidente da Fundação Leão XIII, autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (Sedsodh). 

 

O presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder, também destaca a importância da iniciativa como ferramenta fundamental de assistência e inclusão social. 

 

– Nossa parceria com a Fundação Leão XIII proporciona dignidade e inclusão para quem precisa utilizar nossos serviços. Vamos oferecer um atendimento exclusivo para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade. Elas merecem todo nosso cuidado e respeito – disse Konder. 

 

Atenção Socioassistencial em números

 

Do total de pessoas assistidas pelo projeto até o momento, dados preliminares (atualizados até 30/9) mostram que 66,3% são homens e 32,5% mulheres. Outro demonstrativo evidencia que 54,2% deste público se apresenta como pessoa em situação de vulnerabilidade, ou seja, tem uma residência, mas prefere estar nas ruas, enquanto 45,8% está em situação de rua. Outro dado importante faz referência à documentação civil: 85,1% dos usuários possuem, pelo menos, certidão de nascimento e/ou carteira de identidade, enquanto 14,9% não tem qualquer documento.

 

Projetos futuros 

 

Para 2021, a Fundação Leão XIII prevê o desenvolvimento do 1° Censo Estadual da Pessoa em Situação de Rua, para compreensão do cenário em todo o estado do Rio e implementação de políticas de enfrentamento mais assertivas. Vai também investir em estudos de viabilidade técnica de um novo modelo de moradia para pessoas em situação de rua – o Moradia Primeiro – inspirado no Housing First, que deu certo em países como Estados Unidos, Canadá, Espanha, Portugal e França. No Brasil, o projeto é inédito no setor público do Rio de Janeiro.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais