Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Bombeiros combateram 11 mil incêndios em vegetação no período de seca

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Divulgação

Bombeiros combateram 11 mil incêndios em vegetação no período de seca

24 de novembro de 2020

 

O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro foi acionado para mais de 11 mil ocorrências de fogo em vegetação no período de estiagem, entre maio e outubro de 2020, em todo o território fluminense. O número é cerca de 20% maior que o registrado em 2019.

Nessa época do ano, caracterizada pelo clima seco, com poucas chuvas e perda de umidade do solo, cresce consideravelmente o risco de incêndios em matas e florestas. Para minimizar os danos ambientais, a corporação reforçou as missões de prevenção e combate às queimadas, com apoio de viaturas e helicópteros.

Só em 2020, as aeronaves da corporação dedicaram mais de 250 horas de voo a operações de monitoramento de áreas verdes, extinção de focos e transporte de militares e equipamentos para locais de difícil acesso, como reservas e montanhas.

Ações preventivas

Para evitar incêndios em vegetação, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) recomenda para todas as épocas do ano:

– Não acender fogueiras;
– Não queimar lixo no quintal;
– Não soltar balões;
– Não jogar pontas de cigarro em qualquer ambiente, principalmente, nas estradas próximas à vegetação;
– Não jogar garrafas de vidro em áreas florestais e em beira de estrada. Elas funcionam como lente de aumento para os raios solares, gerando calor.

Métodos de combate

Quando acionados para incêndios em matas, os bombeiros primeiramente localizam o foco ou a linha de fogo na cobertura vegetal atingida e avaliam a situação geral do incêndio considerando: topografia, riscos, existência de turfas e de aceiros naturais, comportamento da propagação do fogo, direção e velocidade do vento, dentre outros elementos.

A partir dos objetivos traçados no plano de ação inicial, as guarnições definem qual a melhor opção tática e quais equipamentos/recursos adequados para solucionar a situação analisada:

– Combate direto – com abafamento e resfriamento por meio de água, abafador, bomba costal, pá, viatura de combate a incêndio e aeronave;
– Combate indireto – com aplicação da construção de aceiro, linha negra, linha de fogo e linha fria;
– Combate paralelo – com emprego de formas combinadas de combate direto e indireto.

 
 
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais