Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Bolsista Faperj ganha prêmio de Ciência e Tecnologia do Mercosul

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Arquivo Pessoal 

Bolsista Faperj ganha prêmio de Ciência e Tecnologia do Mercosul

15 de dezembro de 2020

A pesquisadora Leticia de Oliveira, da Universidade Federal Fluminense (UFF) e bolsista da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), ganhou o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia – Edição 2020, na categoria pesquisador sênior. 

O trabalho vencedor é sobre inteligência artificial na detecção precoce de transtornos mentais. Letícia estuda a interação emoção e atenção no cérebro humano. E desenvolve trabalhos na interface entre ciência básica e clínica, especialmente no estudo de transtornos de ansiedade e humor com neuroimagem.


Para Letícia, que atua no Laboratório de Neurofisiologia do Comportamento do Departamento de Fisiologia e Farmacologia da UFF, o pioneirismo brasileiro na aplicação da Inteligência Artificial em neuroimagem funcional para predição de transtornos mentais é destaque para a obtenção desse prêmio.

– Os transtornos mentais são doenças crônicas e incapacitantes. A maioria dos transtornos começa cedo, representando altíssimo custo econômico e social. Além disso, os tratamentos, farmacológicos ou psicoterápicos, são ainda pouco eficientes para a maioria dos casos. Um dos grandes desafios da psiquiatria atual é a detecção precoce de sintomas ou sinais que representem risco a transtornos mentais. Se esses sinais puderem ser detectados mais cedo, antes do aparecimento completo da doença, os pacientes poderiam receber um tratamento precoce, interrompendo o transtorno – afirmou.

O Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia 2020 foi lançado, simultaneamente, na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. O projeto de Letícia envolve instituições americanas e do Reino Unido.

 

Letícia é mestre pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto e doutora pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizou ainda um pós-doutoramento no Kings College London, na Inglaterra, na área de Neuroimagem Funcional e na área de Inteligência Artificial. 

 

A vencedora é ainda Honorary Senior Research Associate na University College London, cientista do Nosso Estado e coordenadora da área biológicas, ambas da Faperj, e bolsista do CNPq/ Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Letícia também faz parte do núcleo central do movimento “Parent in Science”, um movimento que surgiu com o intuito de levantar a discussão sobre maternidade e paternidade dentro do universo da ciência brasileira, e coordena o grupo de trabalho “Mulheres na Ciência” da UFF.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais