Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Estado retoma o pagamento de pensões das famílias de vítimas da chacina de Vigário

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Rogério Santana

Estado retoma o pagamento de pensões das famílias de vítimas da chacina de Vigário

31 de dezembro de 2020

 

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, assinou decreto determinando que a Secretaria de Fazenda retome o pagamento de pensões às famílias de vítimas da chacina de Vigário Geral, ocorrida em 1993. Além do restabelecimento do benefício, o Estado pagará, já na primeira semana de janeiro, todo valor retroativo a 2019 e 2020 que deixou de ser depositado.

 

– Não podemos esquecer nunca esse triste capítulo da nossa história que foi a chacina de Vigário Geral. Voltar a pagar essas pensões é a correção de um erro. Um erro diante do qual o estado não pode ficar calado com tamanha injustiça. Então, falamos com os órgãos de controle e pudemos reativar esse pagamento, além de quitar os atrasados – afirmou o governador em exercício.

 

O secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire, esteve à frente do diálogo com parentes das vítimas da chacina. Após as conversas, foram feitos os ajustes técnicos junto à Secretaria de Fazenda para o restabelecimento do benefício.

 

– Estamos reparando uma injustiça e corrigindo um erro histórico com as famílias das vítimas da chacina de Vigário. Essas pensões não vinham sendo pagas há muito tempo, e agora o governador Cláudio Castro determinou que esses pagamentos permaneçam de uma vez por todas na folha salarial do estado – ressaltou o secretário Bruno Dauaire.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais