Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Governo RJ na Serra: Estado entregou mais de 4 mil imóveis em cidades atingidas por desastre

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Eliane Carvalho

Governo RJ na Serra: Estado entregou mais de 4 mil imóveis em cidades atingidas por desastre

11 de janeiro de 2021

Wanderléa Flores, de 53 anos, é moradora de Nova Friburgo e uma das vítimas do desastre natural que atingiu a região serrana fluminense em 2011. Na tragédia, ela perdeu um filho, de 22 anos, e teve uma filha soterrada, além de ver sua casa e comércio sendo arrastados pelas águas. Hoje, Wanderléa é uma liderança comunitária no condomínio Terra Nova 2, erguido pelo Governo do Estado para dar um novo lar para as pessoas que tiveram suas moradias destruídas.

–  Não troco (o que tenho) aqui. Tem uma coisa muito interessante que o governo fez, colocou a maioria das pessoas que perderam as suas casas em um bairro no mesmo lugar. Aqui não estamos sozinhos. Pra mim é o paraíso – afirma Wanderléa.

 

O Governo do Estado investiu mais de R$ 1 bilhão em unidades habitacionais e na contenção de encostas e drenagem. Também foram entregues 4.219 imóveis nos municípios atingidos, reconstruídas 24 pontes em cinco cidades da região e concluídas 93 obras de contenções de encostas. 

 

No primeiro semestre deste ano, o Estado entregará as obras de um conjunto com 153 unidades em Areal. Também serão solicitados ao Governo Federal recursos para novas licitações para a construção de 330 imóveis em Petrópolis, 120 em São José do Rio Preto e 128 em Sumidouro. A expectativa de investimento é de R$ 76 milhões, com recursos também da União.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Cadastre e receba notícias direto para seu email
Você pode se desinscrever a qualquer momento
você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais