Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Faperj investe R$ 438 milhões em ciência e inovação

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI
PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS

Divulgação

Faperj investe R$ 438 milhões em ciência e inovação

23 de janeiro de 2021

 

A Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) anunciou a liberação de mais R$ 83 milhões, o que totaliza R$ 438 milhões em investimentos em projetos de 2020 voltados para a Ciência, Tecnologia e Inovação. 

 

Os recursos foram destinados para auxílios à pesquisa, sendo priorizadas chamadas de ações emergenciais de enfrentamento da epidemia da Covid-19, com investimento superior a R$ 35 milhões. 

 

Além disso, a Faperj aplicou outros R$ 35 milhões em auxílio a redes de pesquisa em saúde, todas voltadas de forma parcial ou integral para estudos sobre o coronavírus e outros trabalhos sobre vírus emergentes e reemergentes.

 

De acordo com o presidente da Faperj, Jerson Lima Silva, o ano de 2020 foi desafiador e trouxe um grande desafio para a ciência mundial. 

 

– A comunidade científica e tecnológica fluminense soube responder com rapidez e com estudos relevantes em todas as áreas. O fomento da Faperj foi crucial para que todas essas pesquisas pudessem ocorrer. A diretoria da Faperj salienta o esforço do Governo do Estado e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação na liberação dos recursos financeiros para a Fundação, o que resultou em um nível de pagamento dos projetos praticamente igual ao do valor empenhado – disse Lima Silva. 

 

Para o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho, a Faperj conseguiu dar andamentos a projetos, programas e investimentos importantes, mesmo diante de tantos obstáculos em 2020. 

 

– Parabenizo a equipe da Fundação, que lançou programas e pesquisas relevantes em nanotecnologia, saúde e, principalmente, em pesquisas voltadas para a Covid-19. Foram apoiados cerca de 120 projetos voltados para o combate da pandemia – lembrou. 

 

Diálogo com a iniciativa privada e PPPs

 

Segundo o secretário Dr. Serginho, para este ano a meta é fortalecer a Ciência, Tecnologia e a Inovação por meio da economia criativa das startups, em diálogo com a iniciativa privada e Parcerias Público-Privadas (PPPs). 

 

– Vamos trabalhar a interiorização de ações, promovendo encontros com secretários municipais, para que juntos possamos construir novas políticas e buscar linhas de fomento que desenvolvam a nossa pasta nas diferentes regiões do território fluminense – concluiu o secretário.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais