Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Planos de saúde podem ser obrigados a comunicar descredenciamento de médicos

Receba as matérias da sua cidade em primeira mão no seu smartphone ou tablet. WhatsApp CLIQUE AQUI ou Telegram CLIQUE AQUI

Os planos de saúde que operam no Rio de Janeiro poderão ser obrigados a comunicar a cada cliente os casos de descredenciamento de médicos, clínicas e hospitais. Enquanto os consumidores estão recebendo as contas do reajuste suspenso em 2020, tramita na Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) o Projeto de Lei 3273/2020, que trata da publicidade das prestadoras dos serviços quando houver mudança na rede conveniada. A proposta deve ser votada a partir da próxima semana, quando o parlamento volta do recesso.

De autoria do deputado Renato Zaca (PRTB), o texto determina que as notificações devam ocorrer por e-mail, carta ou telefone, em até cinco dias após o descredenciamento de qualquer prestador do serviço. Além do comunicado, devem indicar endereços e telefones de médicos da mesma especialidade que ainda atendam o plano contratado pelo cliente.

“É um desrespeito quando um cliente só descobre o descredenciamento de um médico ao tentar marcar a consulta. Em caso de urgência, quando ele chega a ir a um hospital, é mais grave ainda, pois pode piorar o quadro de saúde e gerar constrangimento. A lei tornará obrigatória um direito do cliente, que paga caro para ter atendimento de saúde na rede privada”, defende Zaca.

Em caso de descumprimento, as operadoras estarão sujeitas a sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais