Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Governo do Estado investe R$ 15,7 milhões na reforma de 187 prédios da Cehab, incluindo Nova Iguaçu

Segundo o diretor-presidente da Emop, Milton Rattes, além de melhorar a estrutura dos edifícios, as ações também produzem geração de emprego e renda. Atualmente, 47 moradores estão contratados e ganham salários entre R$ 1,3 mil e R$ 1,9 mil.

O Governo do Estado realiza melhorias em 187 prédios de oito conjuntos da Cehab (Companhia Estadual de Habitação do Estado do Rio de Janeiro) na capital e em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Orçadas em R$ 15,7 milhões, as obras estão sendo executadas pela Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop), que é vinculada à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra).

Além da recuperação das fachadas, técnicos e operários também trabalham nas áreas comuns, realizando a pintura de corredores e a reforma nas coberturas, entre outras intervenções.A iniciativa, que vai beneficiar 5.660 famílias de baixa renda que vivem nesses endereços, faz parte do programa Viver Melhor, que unirá construção de novas unidades habitacionais, urbanização de áreas carentes, reforma de conjuntos e titulação de imóveis que já foram entregues pelo estado.

As reformas nos conjuntos são financiadas com recursos do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social. O investimento médio estimado por família na recuperação das edificações é R$ 2,7 mil. Construídos a partir da década de 1960, muitos destes condomínios, devido à falta de manutenção, foram deteriorando-se ao longo dos anos.

Em Nova Iguaçu, o trabalho será executado em 97 prédios em dois empreendimentos da Companhia. As ações estão sendo executadas nos conjuntos habitacionais Tertuliano Potyguara e Santa Eugênia, situados na Rua Otávio Tarquino e na Rua Benedito Kelly. As intervenções beneficiarão 97 prédios com 2.060 famílias de baixa renda. O investimento nas obras é de R$ 5,76 milhões.

No conjunto Tertuliano Potyguara estão sendo reformados 70 prédios, onde residem 1.400 famílias. O investimento na obra é de R$ 3,7 milhões. O presidente da associação de moradores local, Gláucio Ramos, 52 anos, que vive há 30 deles no condomínio, destaca a limpeza e a qualidade do material utilizado na execução da obra.

– Os toldos são limpos após a pintura das fachadas, e a madeira de maçaranduba, utilizada no conserto dos telhados, é mais resistente – afirmou Gláucio.

No Conjunto Habitacional Santa Eugênia, a Emop está reformando 27 prédios, onde residem 660 famílias, num investimento de R$ 2,06 milhões. Moradores antigos, como Maria da Paz dos Santos, 82 anos, nascida no Maranhão e que vive há cerca de seis décadas no condomínio, considera as melhorias positivas.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais