Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Coletivos de Teatro de Nova Iguaçu apresentam espetáculo em Copacabana

A Trupe Investigativa Arroto Cênico comemora 6 anos de trajetória artística com o espetáculo infantil ‘O Mistério da Rua de Cima’, que foi contemplado no Edital de Montagem de Espetáculos Inéditos da FUNARJ, e fará temporada no Teatro Glaucio Gill, em Copacabana, nos próximos dias 11, 12, 13 e 14 de junho. A montagem do espetáculo é resultado da parceria entre dois coletivos de teatro da cidade de Nova Iguaçu.

O projeto nasceu do intercâmbio artístico entre a Trupe Investigativa Arroto Cênico, responsável pela montagem e elenco, e o Grupo Velhos Amigos, que cuida da produção e assistência de direção. Por sua vez, o espetáculo está sendo desenvolvido com uma dramaturgia original e inédita a partir de uma pesquisa cênica que busca utilizar o conceito de “brincar com o medo”.

“A Baixada Fluminense é uma região periférica que, assim como outras, tem poucas opções de lazer para as crianças. Fazendo com que elas percam a etapa da infância muito cedo. Por tudo isso, é cada vez mais necessário o desenvolvimento de projetos culturais que explorem essas questões de forma inventiva”, analisa o diretor Marcos Covask.

A montagem é a transposição cênica da lenda do homem do saco. Essa figura misteriosa tão presente nas histórias populares e no imaginário infantil, que as crianças têm como um personagem assustador é desmistificada na montagem. Sendo recontada com um final surpreendente e poético. O espetáculo pretende brincar com elementos desta história já conhecida e repassada por meio da tradição oral.

O texto foi desenvolvido a partir das pesquisas feitas pelos dois grupos num processo de criação colaborativo criando o que podemos chamar de dramaturgia da cena. Foram criados recortes cênicos que transportam a plateia no espaço e no tempo situando a história numa época indefinida, originando assim um universo lúdico e muito peculiar.

Devido aos protocolos de segurança sanitária da Funarj por causa da pandemia, o grupo apresentará uma encenação criativa. Também serão respeitados os percentuais de público permitido com o uso de máscara e distribuição de álcool em gel.

A peça tem apoio institucional do governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do RIo de Janeiro e Teatro Glaucio Gill.

PEÇA
Foto: Virgínia Adler

Pesquisa

O espetáculo surgiu da vontade dos artistas de realizarem de forma delicada um projeto cênico que tocasse em fatores relacionados à propagação do medo entre as crianças do nosso território através do impacto da violência, e como elas são afetadas. Durante a pesquisa, perceberam que elas lidam de forma muito particular com a questão do medo.

A partir daí, convidaram outros artistas, também da Baixada Fluminense, para fazer parte do projeto. Foram compartilhar com eles o ator Cesário Candhí, responsável pelo roteiro dramatúrgico e pela criação de três personagens da montagem, e o músico Beto Gaspari, compositor da trilha sonora do espetáculo. Ambos fazem parte da Cia de Arte Popular do município de Duque de Caxias, grupo que possui 22 anos de trajetória artística. E também o ator Madson Vilela do grupo Teatro Baixo de Nova Iguaçu, que responde pela preparação corporal do elenco e irá assinar a maquiagem.

Os figurinos são de criação de Glace Machado e a Iluminação é assinada por Bruno Henrique Caverninha.

O Grupo

A Trupe Investigativa Arroto Cênico é um coletivo teatral surgido no ano de 2015 em Nova Iguaçu, no estado do Rio de Janeiro. Criada pelo ator Eric de Moraes e agregando uma série de outros artistas da Baixada Fluminense com a participação do diretor teatral Marcos Covask, a companhia tem o intuito de desenvolver atividades de pesquisa em artes cênicas, criar seu próprio repertório e multiplicar conhecimentos artísticos na área teatral, fomentando atividades culturais na região e contribuindo com a atuação profissional de seus artistas e técnicos, estimulando a economia criativa local.

Com ampla atividade em seus seis anos de trajetória, a companhia tem como uma de suas principais bases trabalhar a partir de temáticas que retratem seu território e sua condição de artistas periféricos, travando importantes relações e se firmando como uma das companhias de maior atividade da região.

Em 2021, a trupe envereda pela linguagem do teatro infantil através de três espetáculos ‘O Patinho Feio’, ‘Jotinha – O Menino Que Brincava Com As Palavras’ e ‘ Mistério da Rua de Cima’.

Em comemorações aos seis anos de trajetória, o grupo lançou o site: www.arrotocenico.com.

Serviço

Teatro Teatro Glaucio Gill
Endereço: Praça Cardeal Arcoverde, sem número, Copacabana, Rio de Janeiro.
Tel: 2332-7904
O Mistério da Rua de Baixo
Dias : 11, 12, 13 e 14 de junho (sexta, sábado, domingo e segunda).
Horário: 18h
Ingressos: R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia).

Equipe

Texto: Cesário Candhí
Direção e Encenação: Marcos Covask
Direção Musical e Trilha Sonora: Beto Gaspari
Elenco: Carla Nunes, Cesário Candhí, Beto Monteiro, Erick Galvão, Luiz Felipe Machado e Thaísa Muniz
Assistente de Direção: Johnny Rocha
Produção: Fábio Mateus
Assistente de Produção: Felipe Villela
Figurinos: Glace Machado e Marcos Covask
Maquiagem e Preparação Corporal: Madson Vilela
Cenografia: Marcos Covask
Cenotécnia: Jonathan Silva
Iluminação: Bruno Henrique Caverninha
Som: Marcos Covask
Assessoria de Imprensa: Bernadete Travassos
Realização: Trupe Arroto Cênico e Produtora Oficina de Ideias

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais