Nova Iguaçu Online
Notícias de Nova Iguaçu todo dia

Maternidade Mariana Bulhões tem mais uma enfermaria reformada; Prefeitura de Nova Iguaçu segue revitalizando equipamentos de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Iguaçu (SEMUS) entregou nesta semana mais uma enfermaria reformada na Maternidade Municipal Mariana Bulhões. O espaço com cinco leitos foi totalmente revitalizado com a troca completa do piso, das tubulações de gases e oxigênio, pintura de paredes e novas camas para as pacientes, berços para os recém-nascidos e poltronas para os acompanhantes. A exemplo das demais enfermarias reformadas, ela também recebeu novo sistema de ar-condicionado e banheiro com acessibilidade para pessoas com deficiência.

Com média de 4 mil atendimentos e de 700 partos por mês, a maternidade municipal recebe gestantes de média e alta complexidade. Cerca de 40% delas são de fora de Nova Iguaçu. “A Maternidade Mariana Bulhões tornou-se o berço de muitos bebês da Baixada Fluminense. A reforma das enfermarias e também de outros setores garante mais conforto e também dignidade às mães e seus filhos”, diz o secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Nobre Cavalcanti.

Além das reformas que vêm sendo realizadas na maternidade, a Prefeitura de Nova Iguaçu está recuperando outros importantes equipamentos da cidade. O principal deles é o Hospital Iguassú, erguido em 1930 e fechado há 12 anos. A unidade, que faz parte da história de muitos iguaçuanos e tem cerca de 60% da obra concluída, está sendo modernizada, mas preservando sua arquitetura histórica, como fachadas, varandas, portas, vitrais e telhas francesas. A previsão é que o hospital fique pronto para receber um público de 800 pessoas por dia, entre pacientes e funcionários, até o fim de outubro deste ano.

Já no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), uma das principais emergências da Baixada Fluminense, a SEMUS segue reformando as enfermarias. O Centro de Imagem e o telhado da unidade também foram recuperados. Além disso, uma Estação de Tratamento de Esgoto está em construção.

Além do HGNI e da Maternidade Mariana Bulhões, diversas Clínicas da Família ou Unidades Básicas de Saúde (UBS) também estão recebendo obras, e quatro delas passam por reconstrução.

você pode gostar também
Comentários
Loading...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Nós garantimos que está tudo certo com isso, mas você pode não desejar isso. Aceitar Saiba Mais